quinta-feira, agosto 17, 2006

Opinião Livre

O texto em destaque abaixo é de autoria do jornalista Diego Casagrande e está públicado hoje na sua coluna online BLOGDODIEGO.COM.BR.
Concordo plenamente com o teor, pois já tive familiares em situação muito semelhante. Sou de opinião que a pena deve ser encarada como punição e não como benefício. Não consigo entender como o atual sistema penal pretenda ser encarado com ressocializador e também não acredito que alguns criminosos devam ser ressocializados. Acho sim que deve haver justiça e que todos tenham amplo direito a defesa. Mas, se condenados, dependendo da gravidade do crime, devem ser PUNIDOS e tirados do convívio de uma sociedade na qual não conseguiram viver e respeitar as regras de uma convivência que respeite o direito do próximo, com principios éticos e morais e portanto, pacífica. Acredito que todos temos direito, até de decidir se queremos cumprir regras e portanto, preservamos nossos direitos ou de não cumpri-las e assim abrir mão desses.
Enfim, eis o texto em questão:

BASTA!
Os políticos, advogados, promotores, juízes, etc, para quem a bandidagem pesada merece sempre uma segunda chance para voltar a cometer atrocidades, deveriam receber em suas casas os coitadinhos. O programa de “ressocialização” deveria se chamar “Eu acolho um psicopata” e poderia ter como voluntário o bandido que fez roleta-russa na cabeça de um jovem deitado e amarrado diante dos pais, dentro da própria casa, em Cachoeirinha. O casal viu o filho ser executado.Esses políticos, advogados, promotores, juízes, pessoas a quem nós cidadãos outorgamos o papel de nos proteger, que se preparem. Eles e suas famílias também estão à mercê do crime. E se ontem a vítima foi um jovem estudante de direito, em breve pode ser o filho, a mãe, a esposa, de qualquer um deles. E inclusive eles próprios. O crime no Rio Grande do Sul está disseminado e hoje tem o mesmo efeito de um homem-bomba em um mercado público de Bagdá, onde quem tem azar cruza com o maldito na hora em que escolhe um pé de alface.A sociedade não tolera mais a bandidagem e a conversa mole de quem se ilude em recuperar irrecuperáveis. Psicopatas são seres desprovidos de culpa ou sentimentos afetivos, incapazes de amar e de aprender com a experiência e sentir remorso.Psicopatas fazem roleta-russa.
(http://www.blogdodiego.com.br)

5 comentários:

Anônimo disse...

foi uma estupidez,... que nada tem a ver com a segurança pública. Gosto do Diego mas nesta ele exagerou. E temos que ter a maturidade de parar de a todo instante questionar as leis. Um dia ela pode te fazer falta.
O crime que ele se refere é um caso a parte. Não vamos exagerar.

Jorge Sobbé disse...

o aNônimo uma coisa é o jorge :>)

Mônica disse...

como se eu não soubesse.....esse nosso papo é velho. Mas mesmo assim, obrigada pela visita

Jorge Sobbé disse...

Um ano e meio a atras um dos bandidos mais procurados deste estado, teve sua vida romanceada por um jornalista...eu poderia dizer tbem que os jornalistas contribuem para o crime...suavizando a atividade do tal bandido...

Mônica disse...

acho que cada um tem que pensar no quanto contribui...por gesto, palavra ou intenção. Na verdade, é um problema sério, tá ai posto e se não pararmos de procurar culpados e acharmos logo uma solução, vamos viver em uma terra sem respeito à cidadania, aos direitos individuais e à liberdade, principalmente do cidadão honesto, que graças a Deus ainda é maioria.