domingo, março 30, 2008

Você é o que sonhou ser?

Eu tenho uma mania, não sei se boa ou ruim, de ver, ler, escutar alguma coisa e me colocar na situação. Hoje estava assistindo Saia Justa e um dos temas do programa era ter que responder se a gente se tornou aquilo que sonhava aos 18 anos.

Primeiro tive que lembrar as coisas que sonhava aos 18. Essa idade foi um marco na vida, por uma mudança radical que aconteceu comigo nesse ano, portanto não sei se esse ano é o corte ideal da minha existência para ter tido sonhos. Acho que em 1985 eu estava mais preocupada em sobreviver e cuidar da minha família do que propriamente em ter sonhos.

Mesmo fazendo um exercício de lembrar os meu sonhos em outras idades, não lembro de ter tido muitos planejamentos a longo prazo, ou desejos, ou qualquer coisa que o valha. Não lembro, por exemplo, de ter sonhado com minha cerimônia de casamento, ou com o nascimento de filhos, ou com o homem da minha vida. Sonhos naturais da nossa juventude, ou mais especificamente, das meninas-mulheres. Bom, pelo menos era o sonho das minhas amigas nessa idade. Não que eu nunca tenha imaginado isso, ou tenha querido que isso acontecesse, mas não sonhava, não imaginava o meu vestido, a festa, os filhos, o marido.

Tão pouco imaginei minha carreira. Eu ia terminar minha faculdade, que comecei aos 16, e ia trabalhar. Ponto.

Posso dizer que as coisas simplesmente aconteceram na minha vida, ou não aconteceram. Esses dias disse para o meu terapeuta que as coisas vieram todas muito fáceis para mim. Por exemplo, eu NUNCA precisei pedir emprego. Os trabalhos sempre vieram até mim.

Meu terapeuta discorda dessa "gratuidade". Ele diz que isso sempre teve um custo altíssimo, que pago até hoje. Pode ser.

Mas enfim, não sei responder se sou o que sonhei aos 18. Não sei o que sonhei aos 18. Mas sei que me tornei o que foi possível me tornar. De certa forma, acho que dei certo. E as coisas que não aconteceram, talvez ainda aconteçam, ou não. Talvez se tivesse sonhado alguma coisa para mim, devia ter sonhado com o que sou agora, ou não.

E você, é o que sonhou aos 18 anos?

9 comentários:

João Grando disse...

Eu sei que os sonhos que eu tinha aos 18 me levariam a uma existência padrão.
Mas eu tinha o que eu chamava de "viagens", tipo "não dê bola, são umas viagens aí" ou "nada não, tava viajando" que eram diferentes.
Eu seria um cara exatamente igual a tantos outros que conheço se os tivesse realizado - os sonhos - plenamente.
Alguns o fiz.
Mas posso dizer feliz que acreditei nalgumas viagens.
E que eram - as viagens - alguns verdadeiros sonhos.

Clari Ro. disse...

A Juca aqui criou um blog no blogspot e agora não consegue acessar a conta. Socorro.

jorge disse...

Com 18 anos eu me preocupava em como me livrar do quartel, não consegui. Mas planejava, seguir uma carreira que havia descoberto muito recentemente e acabei gostando demais. Só sonhava em trabalhar logo, começar, aí fui para faculdade de Direito e da Advocacia nunca mais me livrei, então cuidado com que se sonha pode se tornar realidade.
rssss
Nunca fui muito encucado com relacionamentos, casar, ter filhos. Começo a pensar com alguma seriedade sobre o assunto.

Mônica disse...

Acho que me faltaram algumas dessas viagens, João.

Pelo que conheço de ti Jorge, que bom que conquistou os teus sonhos e acho que ainda vai conquistar muitos mais, inclusive esse novo ai. Sempre se reinventando né? bjs

Que acontece Clari? esqueceu a senha?

Clari Ro. disse...

Não. Eu coloco login e senha, aperto enter e ele pede de novo, e de novo, e de novo....mas não dá erro. Qual site que eu faço login? Eu tava tentando no www.blogspot.com

Mônica disse...

que estranho clari. é esse o site pelo qual entro. por via das dúvidas, manda um e-mail para o pessoal e ve se alguém pode ajudar mais. bjs. saudade

D. disse...

preciso pensar. não sei se lembro o que sonhava aos 18 anos, 18 anos depois. mas acho que as coisas nunca acontecem como a gente imagina. às vezes são ainda melhores, às vezes são apenas diferentes.

Suzana disse...

Oi Mônica. Tenho acompanhado teu blog e gosto muito do que escreves. Essa tua pergunta hoje foi muito interessante e levantou algumas questões, vou pensar isso antes de dormir pois preciso me dar essa resposta. Legal! Beijos

Mônica disse...

Oi Suzana.Seja bem-vinda. Que bom que gostas do blog. Venha sempre e comente. Essa pergunta é complicada de se responder..boa sorte. bjs