quarta-feira, setembro 27, 2006

Saudades

Não sei se porquê minha mãe não está muito bem, ou se porquê mexi em fotos e cartas antigas ontem que estou com saudades.
Saudades do colo da minha mãe.
Saudades das histórias contadas pelo meu pai.
Saudades de quando meus pais eram meu pais e não meus filhos.
Saudades de quando o único que se preocupava com o saldo da minha conta bancária era o meu pai.
De quando era só pedir pra ganhar.
De quando a única obrigação era ir bem na escola. E isso nem me tirava o sono.
Saudades da casa onde passei minha infância.
Dos amigos da escola.
Das brincadeiras de criança.
Saudades de quando eu morava em Porto Alegre.
De dormir na casa das primas.
De ficar na praia até o sol se por.
Saudades das paixões platônicas da adolescência.
De me apaixonar.
De ter sido pedida em casamento.
Do casamento que nunca se realizou;
Dos planos de vida em conjunto.
De ser mais amada do que amar.
Saudades do tempo em que eu levava os desaforos pra casa e as pessoas gostavam mais de mim.
Saudades dos planos que não se concretizaram.
De sonhar sem ter que por os pés no chão rapidinho.
Saudades do antes ...
E esperança no amanhã...

6 comentários:

jorge disse...

Vc chegou na fase adulta, parabens.

Mônica disse...

a muito custo jorge, como deve ter sido pra todos né?
mas hoje, especialmente, queria ainda não ter chegado. :*

D. disse...

engraçado. desci pra fumar há pouco e tava pensando exatamente sobre isso. saudade. lembrei de um post que escrevi muito tempo atrás. e que termiva com algo como "saudade do tempo em que eu nem sabia o que era saudade".

Mônica disse...

é..bem desse tempo mesmo Dani.

Blue Velvet disse...

temos as mesmas saudades.
ando tão nostálgica...

beijos

Mônica disse...

O bom da saudade é pensar que ela só existe porque tivemos coisas boas ...e elas merecem ser lembradas e guardadas.
bj blue