domingo, maio 27, 2007

I do

Têm decisões que são muito difíceis de serem tomadas. Mas são fundamentais. Chega um momento em que tu não tens mais o que fazer. Tem que decidir.
O pior é quando não é uma escolha, ou seja, não existem duas alternativas, dois caminhos. Há sómente um. Essa é a decisão. Sem escolhas.
E aí, por absoluta falta de opção e por consciência de que não dá mais para ficar teimando, tu tomas a decisão.
E o que está decidido, decidido está e ponto final.
E ponto final?
Não é ponto final. A decisão é difícil de ser cumprida.
Tu precisas a todo dia decidir de novo. E de novo, pra se convencer que decidiu.
E a cada decisão a dor volta.
E tem dias que a dor é maior em que outros.

5 comentários:

Moni disse...

:)
Odeio decidir as coisas... Traz toda uma resonsabilidade que não quero nas minhas costas. Dói demais.

bjus

www.ecomoeudizia.weblogger.com.br disse...

Força no perucão. :-)

Clari Ro. disse...

Ih, o comentário acima foi meu. Me atrapalhei aqui.

Gabi disse...

Se decidiu, ta decidido ! =)
Tô de acordo !

Mônica disse...

e tenho dito!!
obrigada gurias.