quarta-feira, maio 30, 2007

Mulher enrolada

Sempre disse que sou movida a desafios. Na verdade, sou mesmo. Se não tenho nada novo, nenhum plano em vista, fico desestimulada, depressiva.
Agora estou estou em uma fase de intensos desafios. Um novo cargo, a resolução de alguns problemas antigos, planos com amigos, vários projetos profissionais. Tudo acontecendo ao mesmo tempo.
E acabei de descobrir que muitos desafios também me imobilizam. Acho que não sei lidar com tantos ao mesmo tempo. Estou paralisada aqui na frente dessa tela. Não sei o que faço antes.
A vontade nesse exato instante é de não fazer nada. É me tirar da tomada, me enfiar embaixo das cobertas e dormir até tudo estar resolvido.

Tá, já sei que vão me mandar fazer terapia. Já me mandaram aqui nesse blog.
A boa noticia é que já faço. Há 6 anos. E pra quem pensa que não está resolvendo então, só digo que vocês deveriam ter me conhecido antes disso. Só faltava internar.

Um comentário:

Susi Schio disse...

Coisa mais normal do mundo Mônica, a eterna insatisfação do ser humano: quando não temos nada, queremos tudo, quando temos tudo, sentimos saudades do tempo em que tudo era mais simples e não tinhamos nada....

Bjos!