domingo, agosto 05, 2007

Domingos de blusão de borboleta

Adoro como domingos como o de hoje. Dia de inverno com sol.
Tá certo que aqui hoje está um pouco quente demais para lagartiar no sol, mas é o dia em que posso fazer isso.
Domingos em que não tem aqueles intermináveis almoços de família característicos. Eu amo ter toda minha família reunida mas, depois de uma semana como a última, to curtindo demais almoçar só com meu pai e minha mãe.
Assim posso por meu uniforme de domingo caseiro: meu blusão de borboleta enorme e super fofo, uma calça velha preta de moleton com listrinha branca e meias coloridas.
Nesses domingos de blusão de borboleta eu não tenho trabalho pra fazer, não tenho artigo pra escrever, não tenho provas pra corrigir, não tenho aulas pra preparar.
Fico aqui sentadinha no meu quarto, com meu edredon listrado (enquanto não consigo pegar meu novo, chiquérrimo, do Hierchovich com a Kelen), lendo livros de romance bem mulherzinha ou a Veja (da semana passada é claro, já que devo ser a única pessoa do mundo que recebe a revista na terça ao invés de domingo, o que faz que ela fique ali, fechadinha até o final da semana e as notícias fiquem velhas), vendo TV ou ouvindo música no meu Ipod paraguaio.
Isso se eu não dormir depois do almoço e acordar no fim da tarde com sensação de tristeza porque já é noite e amanhã é segunda.
Bem, vou ali almoçar e depois voltar aqui pra minha toca fazer tudo que me der na telha.

7 comentários:

Moni disse...

bá... enqto tu escolhe o blusão de borboletas para os dias de descanso absoluto, eu fico no pijaminha. amarelo-ovo horroroso! hahahahahaha

bju

Priscila disse...

A-DO-REI o título.

Mônica disse...

moni, meu pijaminha é muito frio pra ficar com ele durante o dia. A não ser que eu fique de "penhá" por cima.


pri...só do título? achei que tu tinha gostado também do meu blusão de borboleta :P

Susi Schio disse...

Fiquei até com vergonha da roupa de mendigo que uso em casa...Bjo!

Mônica disse...

hahahaha...não fico muito diferente susi..esse blusão é muiito velho e puído.

Susi Schio disse...

Uma amiga minha disse que atendeu a porta de casa um dia no maior estilão mendigo e a pessoa perguntou pra ela: teu patrão tá aí?

já pensou?

hahahahahahahahahahaha

Mônica disse...

rsssssss. é o risco que se corre.