quarta-feira, agosto 08, 2007

Lágrimas na alma

São 3:40 da madrugada e não consigo dormir. Não consigo parar de chorar. Logo eu que no início do dia disse para uma amiga que nunca tinha estado tão feliz e tão em paz.
Como é possível nossos sentimentos modificarem tanto em tão pouco tempo?
No meio da tarde, uma pessoa de machucou, me ofendeu, me magoou de uma forma muito profunda. Uma pessoa muito próxima, a quem eu amo muito.
Me senti injustiçada, impotente, traída. Eu que já aprendi em tanto lugares que alguém só nos humiha e só nos magoa se nos sentirmos humilhados e magoados.
Pois dessa vez eu não consegui não me afetar, eu não consegui me manter superior, pois as duras palavras vieram de onde menos eu esperava, de onde não deveriam vir, de onde não teriam porque vir.
Meu irmão me disse que isso aconteceu só porque eu deixei acontecer. Pois, dessa vez eu não consegui impedir, não consegui não ouvir, não consegui fazer parar.
Lágrima escorrem por meu olhos desde aquele momento, tento fechar os olhos e não consigo pois aquele excesso de lágrimas teimam em congestioná-los. Elas escorrem descontroladas pela minha face, numa tentativa de esvaziar a dor de sinto aqui dentro do meu peito, que está pequenininho, apertado.
Minhas pálbebras estão edemaciadas, como se eu tivesse injetado silicone liquido, como aqueles travestis de calçadão fazem nas buchechas e nos seios.
Eu acho que não quero que essa noite acabe, mesmo insone, para não ter que enfrentar o dia de amanhã.
Quero ter um botão de off para desligar nesse momento e só ligar daqui à alguns anos quando esse sentimento todo já tiver evaporado de dentro de mim, Ou talvez não ligar mais, para não sentir mais, não viver mais, não estar mais aqui e não sentir mais que tudo que fiz até agora foi em vão.

7 comentários:

Priscila disse...

Vou dizer de novo: te livra da culpa, que tudo isso passa. Fica bem. Um beijo.

Pri Tescaro disse...

É grande, mas vale a pena:
O velho Mestre pediu a um jovem triste que colocasse uma mão cheia de sal em um copo d’água e bebesse.
– Qual é o gosto? – perguntou o Mestre.
– Ruim – disse o aprendiz.
O Mestre sorriu e pediu ao jovem que pegasse outra mão cheia de sal e levasse a um lago.
Os dois caminharam em silêncio e o jovem jogou o sal no lago, então o velho disse:
– Beba um pouco dessa água.
Enquanto a água escorria do queixo do jovem, o Mestre perguntou:
– Qual é o gosto?
– Bom! – disse o rapaz.
– Você sente o gosto do sal? –Perguntou o Mestre.
– Não – disse o jovem.
O Mestre então sentou ao lado do jovem, pegou sua mão e disse:
– A dor na vida de uma pessoa é inevitável. Mas o sabor da dor depende de onde a colocamos.
Então, quando você sofrer, a única coisa que você deve fazer é aumentar a percepção das coisas boas que você tem na vida. Deixe de ser um copo.
Torne-se um lago.

Susi Schio disse...

Sei bem como é não conseguir deixar entrar por um ouvido e sair por outro. Tem coisas que não são simples assim, que são absorvidas independente da nossa vontade, que atingem um ponto muito frágil dentro da gente...mas uma coisa é certa, tudo vai passar, o jeito é fazer do tempo seu aliado!


Bjo e um resto de semana bem positiva!

D. disse...

já disse o que pude por email. o que posso fazer agora é te convidar pra vir logo pra cá, botar os papos em dia e as culpas no lixo.

Mônica disse...

meninas, vcs todas me emocionaram. só posso dizer que está tudo bem. estou tomando por princípio chorar tudo quando preciso chorar, até esvaziar, aí levantar a cabeça e seguir em frente, com ou sem culpas.
dani, assim que der estarei ai, provavelmente beeeem mais cedo do que estávamos combinando. quando tiver tudo confirmado aviso.
beijos enormes a todas e principalmente a dani e pri que me deram o ombro, os conselhos e o carinho no momento do ocorrido.
adoro todinhas vcs.

Marilac disse...

Querida Mônica,
Machuca muito sermos agredidas e incompreendidas e logo por quem amamos..as palavras atiradas como pedras machucam..e nem sempre conseguimos nos proteger emocionalmente! O choro lava a alma, mas pronto agora é levantar a cabeça e agir como o conselho no texto da Pri,Torne-se um lago!

Isso tb vai passar ..

bjs

Moni disse...

Mo, não sei o que aconteceu contigo, mas concordo com a Pri. Te livra da culpa que isso passa.

Com certeza, a pessoa que te falou o que falou ou fez o que fez, não merece tua atenção, muito menos tuas lágrimas.

um beijo enorme no coração.