quarta-feira, outubro 31, 2007

A tensão está no ar


Há algum tempo atrás sai da coordenação da graduação. Cargo difícil, pesado. Como a coordenação do curso é eleita entre os pares, tivemos problemas em eleger uma nova chefia, pois pelos motivos acima ninguém queria assumir. Só uma pessoa se candidatou. E assim, tornou-se naturalmente a coordenadora do nosso curso.
Passado algum tempo, estamos pagando pela nossa omissão ou pelo nosso comodismo.
A pessoa que me substituiu é completamente autoritária e manipuladora.O clima no trabalho está péssimo. Ela diminui todas as conquistas dos demais professores e está literalmente acabando com a qualidade do curso.
Hoje saí triste de uma reunião. Estão todos cansados, desmotivados.
É uma pena ver um curso que foi construído com qualidade e reconhecimento externo, durante 30 anos, estar sendo reduzido a um curso qualquer.
O que mais me entristece é a apatia. Estão todos tão cansados, desiludidos, que não têm força pra lutar, pra reagir.
O que me consola é que daqui a seis meses teremos nova eleição. Espero que dessa vez não nos omitamos, não deixamos mais as coisas continuarem da forma que estão.
Não gosto de trabalhar assim, sem perspectivas, sem esperança.
Não gosto de nivelar por baixo. Sempre vou lutar pela qualidade da formação.
Mas, confesso que cansada. cansada de brigar sozinha.
Acho que, por via das dúvidas, vou começar a mandar meu currículo para outras universidades, onde ainda exista o ideal acadêmico e a perspectiva de formar um profissional que seja capaz de mudar esse panorama horrível da saúde desse país.
Esse e meu desabafo. Pronto, falei.

3 comentários:

Márcio disse...

Bem-vinda ao mundo

Marilac disse...

Imagino como isso chateia..
Trabalhar com tensão no ar é pessimo mesmo..
Que venham dias melhores querida

Bjs

Marilac

Pri Tescaro disse...

Eu te disse que seis meses passam rápido. Agüenta só mais um pouquinho. E depois iremos rir de tudo isso.