domingo, setembro 16, 2007

Espelhos e reflexos

Hoje eu conversava com uma amiga, a quem admiro muito, mas que nesse momento não está conseguindo enxergar o quanto é bonita, competente, inteligente e admirada por todos.
Ao tentar falar pra ela que a visão que ela tem nesse momento não é a mesma que, necessariamente, os outros tenham dela, acabamos falando da forma como ela me vê.
Foi muito legal a conversa, pois me fez pensar em como as vezes a forma com pensamos que os outros nos enxergam não corresponde à real forma como somos vistos.
Aí lembrei de um episódio (?) do Saia Justa, onde as mulheres do programa no primeiro bloco apareciam vestidas da forma como elas se viam. Por exemplo: como uma menina, como uma mulher fatal, e assim por diante. No outro bloco, elas apareceram vestidas da forma como elas acreditavam que as outras pessoas as enxergavam. Assim, a que antes estava vestida de menina tímida, apareceu vestida como uma executiva poderosa.
Finalmente, no último bloco, elas estavam vestidas como as outras realmente as viam. Ou seja a tal da menina, que achava q as outras a viam como um intelectual, apareceu vestida de uma mulher poderosa e sexy.
Exercício interessante de se fazer em um grupo de amigas.
Ou só pra refletir.
aqui pensando em como me vejo, na forma como acho que meus amigos me vêem e em como realmente eles me percebem. Só posso dar conta das coisas que imagino sobre minha imagem e minha projeção. Como vocês me enxergam só vou saber se vocês me contarem. E espero que seja um pouco parecida com o que eu imagino.

6 comentários:

D. disse...

1. chorei pela 15a vez hoje.
2. acho que quero brincar disso no próximo encontro. mas sem a parte das fantasias, porque, claro, não vai dar certo!

beijo. obrigada, mesmo. :*

Mônica disse...

a parte das fantasias ia ser a mais divertida. chora mais não. quero ver sempre o sorriso lindo dessa mulher linda,conta comigo. bj

Clari Ro. disse...

O mais interessante é que a gente acaba não sendo nenhuma dessas coisas. Nem o que a gente pensa ser, nem o que a gente pensa que os outros pensam, nem o que eles pensam afinal. Mas eu topo a brincadeira no próximo encontro!
;-)

Mônica disse...

Será Clari? Ai meu Deus!!! quantas serás que somos? Múltiplas, múltiplas, dentro de só uma.

~*Vica*~ disse...

Eu tenho pensando bastante nisso, é difícil saber, né? Mas acho que no geral a gente simplesmente não tem idéia da maneira como os outros nos enxergam, ainda que possamos captar fragmentos disso em comentários esparsos... se me convidarem, quero participar. Beijos.

Susi Schio disse...

Numa dinâmica de grupo da empresa, uma das tarefas era descrever outros colegas de duas maneiras: 1° com características que cada um mostra explicitamente e 2° com as características que sem querer, ou sem saber, deixamos vazar.

Fiquei tão surpresa com o que revelaram sobre mim na segunda parte que guardo o resultado até hoje. Não imaginei que deixava transparecer tanto coisas que achava que eram só de eu comigo mesma.

Foi muito bom. Nem parecia "coisa de trabalho". Super válido. Bjo!